sábado, março 13, 2010

Irmãos podem se amar...

Escrito por Naiara às sábado, março 13, 2010
Reações: 

Eu nunca neguei a mim mesma que eu amo meu irmão! Para algumas pessoas isso pode parecer um incesto, mas para mim, amar como eu amo meu irmãozinho é como amar minha mãe, algo que acontece e não se tem como impedir muito esse tipo de coisa quando é pra valer.
Eu sempre fui uma ótima espiã, detetive ou coisa do gênero para descobrir pessoas, passado origem e afins, para para os assuntos diretamente ligados a minha pessoa eu nunca fui muito alem em minhas pesquisas. Acho que porque desde muito cedo, tudo que eu precisava saber sobre minha pessoa foi aos poucos se abrindo para mim, e dessa forma eu preferi fugir destas verdades a ter que encara-las, ou pior colocar aquilo que mais amo no mundo em um lençol que eu sei que ela não quer tocar.
Mas eu sei que eu tenho um irmão, e isto, feliz ou infelizmente ninguém vai poder me tirar, muito menos o amor que tenho por ele. Eu sempre falo muito , ou pouco, dele, mas no fundo as pessoas que convivem comigo sabe da existência dele.
Para os que não sabem vou tentar ser sucinta ao referir a esta grande pessoa! Fui criada como filha única, e eu realmente acredito nesta mentira porque não precisei em toda minha vida dividir nada com ninguém, mas a verdade não é tão colorida, floral ou bonitinha assim. Aos 16 anos eu conheci o meu irmão. Podem vir um dia até mim fazer testes, e mais testes, me contarem novas mentiras que eu não vou cair nelas, eu sei que ele é a pessoa mais próxima de família que tive até então, fora do eixo pai e mãe.
Não sou uma boa irmão, assim como não sou boa amiga, filha, companheira, namorada ou colega de classe. Ele pode dizer que não dou atenção a ele, e mesmo nem se importar comigo, mas como já disse, redisse e não cansarei de dizer, se existe alguem que eu quero toda a alegria do mundo é para esta pessoa que tinha tudo para ter o meu ódio, ser o elo entre mim e um passado que tento apagar a duras pancadas, mas não, eu conhecia a pessoa mais semelhante a minha que esta vida poderia me apresentar, e eu passei a ama-la de uma forma tão grande, pura e infantil que nem se tivéssemos crescido juntos eu poderia proporcionar a minha pessoa!
Um dia, quem sabem, eu seja vitima de uma verdade na qual eu juro não querer ser nunca, mas como nada pode ser perfeito, não posso mudar o curso das coisas. Alguem vai virar para mim e dizer: Ele não é seu irmão, nunca foi e nunca será. Eu vou querer matar este ser por acabar com meu sonho, com minha alegria, mas eu virarei para este ser e sorrindo direi: A vida é minha, as escolhas também, e eu tive o prazer de escolher a melhor pessoa do mundo para ser o meu irmão platônico!
E só para lembrar: Irmão, mesmo que você não saiba que é o meu irmão, eu sei que você sabe que eu te amo muito!

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela presença!!
Muitos Sonhos,
Viva sua Loucura
e fique atento a Realidade!

 

Sonhos Loucura & Realidade Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos