quarta-feira, junho 08, 2011

Carteira Vintage

Escrito por Naiara às quarta-feira, junho 08, 2011
Reações: 
Esse final de semana, meu amigo Jairo me comprou no brechó uma carteira bem linda que mal vejo a hora de poder usa-la! Ela é super antiga e por dentro ta bem detonadinha, então espero que em breve quando eu tiver um tempinho eu posso fazer um forro para ela, de preferencia da estampa que mais gosto: Bolinhas!!!




Ao contrário de hoje que esta com uma solzinho até legal, ontem tava muito mas muito frio!! Quase que não sai de casa, mas como evitar mais uma aula?? Não dava, então para super o frio um cachecol que ganhei a um tempo atrás e para finalizar o bolero roxo que minha Mamy fez para mim!

7 Comentários:

Marcela! • on 8 de junho de 2011 16:06 disse...

Que coisa mais liiiiinda! *_______*
O forro é o de menos, você como uma menina criativa e talentosa dá um jeito nisso rapidinho, hehe!

Amei.

E aaaaah, tá frio demais!

Kaah Araújo on 8 de junho de 2011 16:06 disse...

Ah, que linda essa bolsa...
Eu adoro vintage, é uma pena que não encontro quase nada aqui onde eu moro!
Arrasou no look.

Bjs,
http://fashionismoecia.blogspot.com/

Belezocas by Nah Moraes on 9 de junho de 2011 04:48 disse...

ELA É ROXINHA?
vai ficar linda de bolinhasssss
q amor seu amigo
quero um amigo assim tb
hahahhaa
passando p conhecer o blog
bjooss

Li Coisas Femininas on 9 de junho de 2011 19:52 disse...

Amei Na sua carteira e vc amiga saiu bem quentinha né,uma graça.
Beijos e obrigado pelo carinho:t

Andreza Fialho on 10 de junho de 2011 10:59 disse...

Ah...obg!
Sim,as meias florais são tudo! *o*

Que bolsinha vintage mais fofa!
Adoro ganhar presentes de brechó! *-*
rs

Bruna on 12 de junho de 2011 11:56 disse...

Que chique a carteira vintage.
Beijos

De Carona Na Moda on 12 de junho de 2011 15:00 disse...

Que lindaa!!!
beijos

www.decaronanamoda.com

Postar um comentário

Obrigada pela presença!!
Muitos Sonhos,
Viva sua Loucura
e fique atento a Realidade!

 

Sonhos Loucura & Realidade Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos