domingo, janeiro 17, 2010

Não suporto...TV no Domingo

Escrito por Naiara às domingo, janeiro 17, 2010
Reações: 
1 Comentários Links para esta postagem
Chega o final de semana e é sempre a mesma tortura televisiva. Como conseguem fabricar tantos programas ruins para serem exibidos nas noites de sábado e em todo o domingo? Até que pela manhã, é aceitável, gosto de auto-esporte, e globo esporte, mas não sou atleta, e muito menos caminhoneira!

Se juntassem todos os gastos dos programas das tarde de domingo e fizessem um realmente bom acho que valeria o preço que o telespectador paga sem notar. Lógico que seria necessário toda uma revolução no quesito apresentador. Junte todas as características marcantes do Gugu, Eliana, Faustão, Ana Hickman, Silvio Santos, o apresentador ideal não pode se assemelhar com nenhum destes, por favor!!

Algo que eu não entendo, e olha que me esforço para tentar entender. Quando chega o período de férias, onde em geral muitos brasileiros podem se dar ao luxo de ficar em casa vendo essa porcaria televisiva, começa a sessão reprise. Repetem tudo que foi “sucesso” durante o ano! Ótimo isso não é? Como é querido o telespectador brasileiro não é? Uma atenção divina.

Quando criança eu realmente gostava dos domingos, não que naquela época os programas eram melhores, muito pelo contrario, eram as mesmas babaquices só que eu não compreendia direito. Hoje se existe algo que eu realmente corro são dos dias de domingo em que eu tenho que passar em casa, não quero ler nenhum livro e tento achar distração na TV!

Outra coisa que me da nos nervos é usar de crianças prodígias para ganhar audiência. Primeiro que não existe coisa que mais me dá no nervos em relação a crianças do que elas serem aparentemente mais “interessante” ou talentosas que as demais. Segundo porque é um porre quando as colocam para disputarem entre si e quando uma sai perdendo e chorando, sempre tem alguém para dizer palavras bonitas dizendo: “Nunca desista de seus sonhos, você vai conseguir!” Apaputaqueopariu!! Que historia é essa de não desistir. Colocam-nas para disputar algo, como se o mundo já não fosse competitivo o suficiente, falam que ela tem potencial, mas vão elogiar 1000X mais a que ganhar e conseguir o premio. Além de tudo que criança mimada e convencia essa ganhadora será...

Isso quando antigos grupos de pagode se reúnem para lançar algum novo cd depois de sete anos sem gravar nada, quando o cenário musical brega brasileiro esta todo voltado para os lançamentos do De javú. E por falar em cenário musical, como o povo brasileiro em geral tem mal gosto. Me desculpem as exceções, mas caramba, como certas porcarias levantam a audiência em dias de domingo e ainda fazem vender CDs em uma industria fonográfica em tanta crise e a pirataria rolando a solta? É acho que a salvação dos CDs ainda é o gosto peculiar que os brasileiro tem para a musica.

É, eu realmente não suporto TV aberta em dias de domingo, mas é a que eu tive acesso a maior parte da minha vida, então deixa ao menos meu desabafo no ar!

terça-feira, janeiro 12, 2010

Sentimental

Escrito por Naiara às terça-feira, janeiro 12, 2010
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
Eu tenho andado tão sensível ultimamente, tudo parece motivo para chorar. Deve ser TPM, é a desculpa mais pratica e mais racional para se resolver este assunto. Fico emocionada assistindo novela das 9, o que é quase um crime para minha reputação. Ouvir o programa de radio tocando clássicos mela-cuecas as 23h esta sendo um martírio, uma tonelada de musicas falando da dor de pessoas, e eu aqui sem sofrer nada? Não pode ser eu não sou tão insensível assim... e assim mais um motivo para exercitar as glândulas lacrimais.

Hoje mesmo eu pensei em ser uma mulher forte, com garra e determinação. Já tinha feito todos os meus planos de quando eu entraria em contato com “ele”, só depois que desse a mesma quantidade de dias que ele me fez esperar por sinal de fogo. Já tinha até decorado o que eu iria falar, com sutileza, porem com muita objetividade. Ok, o plano tava beleza, ligo a TV, assisto todas as novelas possíveis, da 22h eu quase pego o celular e dou aquele telefonema dizendo o quanto “ele” é importante para mim. Mas não, a razão foi maior, e uma mulher de verdade tem que ser dona da situação, já dizia as antigas vedetes. Então resolvi desabafar com meu diário todas as minhas lagrimas se voltaram: escreve um mail para “ele”!! Essa foi a melhor das idéias, dava para escrever e mandar outro dia... Pelo menos até ligar o PC, a vontade passou, ou pelo menos fui fazer algo mais divertido que lamentar meus romances, fui ler um romance por sinal.

MSN ligado, eu vejo algo piscando. Lógico que na hora em que eu liguei antes de colocar o status de Ocupado, eu verifiquei se “ele” não estava on-line. Já que não estava, nem me dei ao luxo de prestar atenção em mais alguma coisa. Mas na hora que estava aquela janelinha piscando de laranja quem é que estava a puxar conversa (detalhe não fui eu que chamei) : “Ele”!!!

Meu pobre coraçãozinho, manteiga derretida como ele só desabou a lacrimejar, e a declarar coisas fofas que foram contra tudo que eu lutei para não fazer. Agora estou assim, ele lá, eu cá, e a saudade só crescendo.

Vou acreditar que é TPM toda essa sensação que pelo menos eu posso por um segundo me sentir melhor, deitar daqui a pouco e dormir meu sono profundamente, sem que sonhos lindos de futuro promissores me apareçam no meio da noite.

quinta-feira, janeiro 07, 2010

Eu Gosto de... Escrever

Escrito por Naiara às quinta-feira, janeiro 07, 2010
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
Neste dia de quinta feira, onde falo das coisas que mais gosto, de fazer, citarei uma que resume muito todas as minhas necessidades em geral. Eu Adoro escrever! Não existe prazer maior no mundo que se iguale a este meu. Mas assumo que tenho feito-o muito pouco ultimamente.

Primeiro surge a desculpa de falta de tempo, depois a falta de assunto, depois a falta de treino, e por final não saber usar as palavras. São sempre essas as mesmas desculpas que tenho feito a mim mesma a anos...

Ontem eu resolvi voltar a escrever. Eu tenho já faz algum tempo um livro de capa preta, escrito um titulo e meu nome, e paginas em branco para que eu pudesse escrever a mão uma historia. Eu tenho pavor a escrever a mão, mas ainda sim tudo que eu escrevo com caneta sinto mais próximo de mim e de meus pensamentos... vai entender! Há dois anos eu relatei naquelas paginas 20 longos dias que passei sem uma pessoa ao meu lado. Entreguei para ela ler e o recebi de volta. Não sabia o que fazer então guarde-o no meu guarda roupa. Nunca senti tanta necessidade de dizer alguma coisa naquelas paginas como ontem à noite. E eu assim o fiz, relatei estes últimos dois anos em poucas paginas, e pretendo continuar a escrever pouco a pouco, até que eu crie coragem de entregá-lo a quem ele pertence, ou as paginas acabem e eu não tenha mais o que dizer.

terça-feira, janeiro 05, 2010

eu Não te amo mais

Escrito por Naiara às terça-feira, janeiro 05, 2010
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
A primeira vez que disse que amava alguém foi ainda no ensino fundamental, e posso ter certeza que mesmo naquela época não era o típico amar que eu enfrentaria futuramente, e sim estes sentimentos pueris que levam apenas a felicidade momentânea.

A última vez que disse que amava alguém foi na noite de ano novo, onde eu envio uma mensagem destas bem mal trabalhadas, mas diretas ao ponto... já se passaram cinco dias e não houve resposta. Por acaso os homens se sentem intimados ao receber uma frase destas? é crime a circunstância que me leva a dizer isso? Apesar de estar bêbada na hora que mandei, afinal só percebi o que tinha mandado um dia depois, eu ainda fui honesta com ele!

Mas tudo bem, este ano quero me apaixonar muito, não penso em dizer que amo, jamais! Mas se eu estiver neste estado tudo bem, o que importa é que é janeiro, meu mês, ta calor, clima que por sinal não suporto, e estou feliz, apesar da dor de cabeça (culpa do calor!!!!)

Aposto que foi culpa do calor que fez minha mente vagar e fazer eu mandar aquela mensagem idiota!

segunda-feira, janeiro 04, 2010

Meu Herói

Escrito por Naiara às segunda-feira, janeiro 04, 2010
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
Começarei o primeiro post do ano falando de um musica que marcou totalmente meu 2009 sem ao menos dar conta. Só percebi quando chegou dezembro, alguém na minha casa estava ouvindo e todo o ciclo havia se encerrado, ou pelo menos é assim que eu quero acreditar que seja, já que dar continuidade a isso seria um crime a mim mesma.

No inicio de 2009, na minha faze bem adolescente ouvindo musicas do Paramore, eu conheci o cover deles da musica My Hero do Foo Fighters, que naquela época eu não sabia que era da banda, apenas ouvia a musica e gostava... e como eu gostava! Mas nem por isso era minha favorita em se tratando de Paramore.

Primeiro dia de aula, eu nem sei ao menos se cheguei a ir neste dia na aula, levando em conta a péssima estudante que fui neste ano que se passou, afinal, primeira semana de aula não acontece nada mesmo, não é assim que se fala? E lá estava eu, partindo para mais uma festa, quando eu ouço My Hero. Não a My Hero da forma que eu conhecia, mas ela bem diferente, menos melódica, vocal masculino, e muito mais penetrante. Uma amiga me esclarece minha duvida, sim, era a versão original, e tão mais expressiva! Daquela noite eu não me lembro de nenhuma outra musica que tenha tocado, de nenhuma conversa em particular com o resto das pessoas que me rodeavam. Eu só me lembro dele, que depois de alguns dias sem nos falarmos, de desencontros e mal entendidos por minha parte, naquela noite me deu atenção, esteve comigo o tempo todo, ou pelo menos me fez me sentir acompanhada. Ele se transformou em Meu Herói naquela hora, não que ele não fosse, mas de uma forma ou de outra, eu estava feliz por ele estar ali, ao meu lado. Herói ou não eu não havia do que reclamar daquela noite.

Mas eu sou uma mulher falha. Não gosto de falhar, mas isso se tornou uma coisa que eu faço com tanta naturalidade que nem me regulo mais. E 2009 eu falhei. Trai a mim mesma e a todos os sentimentos que eu poderia ter. Acredito que não foi 100% culpa minha, me deixaram livre e eu realmente tentei voar, e quando tudo poderia voltar ao que era de se dizer “normal”, ninguém ouviu a minha voz quando sufocada eu disse: Não dá mais!

Sem tentar fugir da situação, a questão é, será que eu realmente era importante para meu herói? Eu sou realmente uma mulher fraca, apesar de mostrar o que de mais independente e segura eu tenho dentro de mim. Eu não posso simplesmente confiar meus sentimentos a alguém que não me fixe isto na minha cabeça a cada dia.

“There goes my hero
Watch him as he goes
There goes my hero
He's ordinary”

Em dezembro, uma das pessoas que moram comigo, ficava ouvindo sempre My Hero do Foo Fighters, e não é justo eu dizer que não pensava nele, em todo o ano que passamos juntos e nos distanciamos pouco a pouco. Eu sei que eu cometi um erro em não está com ele em um dia tão feliz para ele, em dezembro de 2009, mas ninguém me perguntou porque eu estive chorando todo aquele dia. Eu não estava bem, simplesmente isso. Melhor, não tão simples assim, eu perdi alguém naquele dias que me machucou muito, e eu não seria capaz de compartilhar a alegria do Meu Herói.
Eu cometi muitos erros em 2009 se tratando de My Hero, mas talvez o pior seja este ultimo, porque fugimos de vez um do outro, mas eu quero deixar claro que para mim, tivemos uma musica muito marcante neste ano todo, que se iniciou e fechou com ela, e apesar de estar ouvindo-a nesta tarde de sol de uma segunda-feira de janeiro, minha cabeça esta em uma noite de março...

“Too alarming now to talk about
Take your pictures down and shake it out
Truth or consequence, say it aloud
Use that evidence, race it around”
 

Sonhos Loucura & Realidade Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos