segunda-feira, dezembro 28, 2009

Quero um Amor

Escrito por Naiara às segunda-feira, dezembro 28, 2009
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
Eu estou a procura de um amor! Descidi, neste clima nostálgico de fim de ano, que eu quero me apaixonar loucamente por alguém e viver um destes romances que eu gosto tanto, cheio de intensas declarações de amor, aventuras, e muitas promessas de futuro perfeito!
Eu poderia encontrá-lo casualmente em um bar, e entre trocas de olhares e de sorrisos um clima pintar e... Melhor Não! Já conheci alguém nessa situação, e depois da bebedeira, quando a sobriedade chegou, eu descobri que ele era o homem da minha vida, e ele viu que eu não era tão interessante assim.
Vamos ver outro tipo de romance. Poderia conhecê-lo aleatoriamente em algum encontro de algo que eu realmente goste, e conversa vai, conversa vem, poderíamos descobrir um mar de infinitos gostos em comum... Também Não! Já conheci alguém assim também, e no final éramos mais amigos que amantes, até outras coisas acontecerem, mas não vem ao caso!
Não quero alguém só para lembrar de mim uma vez ou outra, ligar quando precisa de companhia, ou exigir coisas de namorado, quando mal-mal nos vemos/falamos. Esses são os piores relacionamentos, porque geralmente sempre tem alguém muito apaixonado, e uma das partes não está nem ai, ou pouco se importa! Desses eu já cansei! Te enrolam por dias, anos, e um dia, somem! Eu prefiro sumir, antes que me deixem e tudo fique pior...
Entre abandonar o navio, ou ficar nele afundando, eu prefiro abandonar, obvio, heroína do relacionamento não é um título para mim.
Eu espero que o “amor da minha vida” não já tenha passado por mim1 Se um dia eu descobrir que foi aquele cara que eu dei um pé na bunda eu não vou me perdoar por muito tempo! Quando eu estou com uma pessoa, costumo não saber o quanto ela é importante para mim, mas quando ela não está mais comigo (me refiro a uma única pessoa, não a todos os meus namoros/rolos/pegueste/afins), eu descubro que é difícil os dias sem ele. Mesmo que o período que passamos juntos seja bem menos dos dias em que eu estou vivendo sem ele...
Estou afim de me apaixonar de novo, e não viver de recordar amores passados, que não passa de platônicos, e de amores platônicos, eu já sou experiente demais para querer mais um!

segunda-feira, dezembro 14, 2009

Dialética

Escrito por Naiara às segunda-feira, dezembro 14, 2009
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
"É claro que a vida e boa
E a alegria, a única indivisziível emoção
É claro que te acho linda
E em ti bentdigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz

Mas acontece que eu sou triste..." Vinicius de Morais

quinta-feira, dezembro 10, 2009

I Like... tanta coisa...

Escrito por Naiara às quinta-feira, dezembro 10, 2009
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
Hoje é dia de falar de alguma coisa que eu gosto, mas eu tenho estado tão, mas tão cansada, estressada, e de TPM, que estou mais pensando nas coisas que eu detesto do que algo que me atinja felizmente e que me faça acalmar. Tudo bem que eu posso ainda sim citar algumas coisas que se acontecessem até que faria com que eu saísse deste estado e ficasse um pouquinho mais calma.

Eu gosto de quando o computador não trava. Eu preciso tirar uma versão antiga do Nero do PC da republica que não sai nem com todos os meus golpes de ninja, e agora eu rezo para que a nova versão (é a 2ª que baixo na ultima hora) elimine esta que me da dor de cabeça!

Eu também gosto de quando as pessoas fazem silencio. Sei que para alguém como eu pedir uma coisa dessas é quase um crime hediondo ou uma calunia sem tamanho, mas como exigir de mim mesma quando o mundo não se cala, e em geral cantarola musicas tão desafinada que me dão nos nervos? Eu realmente gosto de um silencio e um momento só comigo mesma às vezes. Incrível como eu fico feliz com a minha presença por inteiro e com total atenção aos meus pensamentos!

Eu também gosto de quando eu tenho certeza de minha nota! Eu penso que estes sofrimentos passageiros da faculdade são para preparar para um futuro bem pior, mas pqp, não quero ficar dependendo de uma professora recém chegada, que ficou enrolando o período mais do que eu poderia prever, e depois quando libera a nota do final de período, não coloca a minha na lista! Eu não quero ter que fazer uma final sendo que eu fiz o que era necessário durante o período, e também não quero ter que repetir essa maldita disciplina chata pra cacete no período que vem, onde obrigatoriamente eu só teria três disciplinas!

Eu gosto de quando eu tenho paciência, mas estes momentos são tão, mas tão raros na minha vida que me fazem cometer muitos erros de precipitações!

Outra coisa que me agrada muito é quando a porta do meu carro abre por dentro. Tudo bem que fui eu mesma que escolhi um modelo tão antigo e eu sabia muito bem que coisas deste gênero (para pior) poderiam acontecer a qualquer momento, mas eu realmente não suporto ficar tendo que fazer acrobacias dentro de um fusca para conseguir abria a porta do lado do motorista!

E eu gosto de quando eu tenho autonomia na minha vida. Apesar de toda a forma que dou aos meus próprios caminhos e as decisões que eu tomo, sempre existe alguém ou algo por trás de minhas ações, e parece que sempre vai ser assim, um personagem a se fazer, alguém para me ceder o dinheiro que vou gastar as palavras que vou dizer que não vai magoar ninguém! Sempre parece que tudo que eu faço é apenas uma extensão do que alguém queria que eu fizesse por ele, e nunca das minhas verdadeiras necessidades.

E gostaria muito de saber a onde está toda a auto-estima que eu tra(zia) dentro de mim.

terça-feira, dezembro 01, 2009

1° de Dezembro

Escrito por Naiara às terça-feira, dezembro 01, 2009
Reações: 
0 Comentários Links para esta postagem
Já é o primeiro dia do ultimo mês de 2009. A principio não posso dizer nunca que este ano passou rápido. Eu penso que o ano voa, quando não fazemos nada de importante nele, e para mim, mesmo não tendo nenhuma mudança bruta de um dia para o outro, 2009 foi muito, mas muito carregado. O fato de estudar em uma universidade na qual o ano é dividido em dois períodos posso dizer que sinto que em parte meu ano é também dividido em dois natais e dois anos novo. Minha primeira parte deste ano eu me sinto muito mal quando penso nos grandes passo que pude dar em relação ao meus relacionamentos e o grande abismo que cavei para mim mesma cair. Tive momentos lindo, mas eu fiz o possível para que eles não permanecessem. Ao contrario desta minha segunda parte. Eu precisava das férias de julho, meditar sobre meus erros, e decidir o que eu realmente queria para minha vida. Não sei se a opção que eu marquei foi a mais sensata ou a que eu deveria ter marcado, mas me sinto tão bem em saber que hoje, no primeiro dia do ultimo mês eu tenho uma vontade e estou afim de viver por este desejo, até que ele se realize, ou eu mude de opinião.

Existe um momento dentre todos meus feitos que me faz dizer: O Ano Voou. Ontem mesmo parecia ser janeiro e eu acompanhando o Campeonato Mineiro, hoje já é Dezembro e estamos no fim do Brasileirão! E mesmo assim, muitas experiências, anseios, derrotas e lógico, vitorias excepcionais!

Viagens, crises, trabalhos temporários, dinheiros gastos, dinheiro acumulados, dividas por pagar, amores derrotados, pessoas que conheci, apresentações que fiz, desejos realizados, mensagens recebidas, beijos ansiados e realizados, encontros inusitados, pessoas que se afastaram. Quem vai poder me dizer que o tempo passa rápido com todas as coisas legais que acontecem todos os dias! Já se passaram 335 dias, mas temos ainda 30 e meio para fazer muita coisa, e neste pouco muita coisa da para acontecer, e outras da para esperar que aconteça! Estou feliz com este ano, e acho que posso ainda fazer muita coisa nele ainda!

 

Sonhos Loucura & Realidade Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos